Início Quem Somos Produtos Orçamentos Contactos
5 perguntas frequentes|Página: [1]

Tem importância o tipo de lenha que queimo na minha lareira ou recuparador de calor?

Não propriamente. É muito mais importante que seja lenha da estação e esteja seca. Toda a lenha contém aproximadamente o mesmo rendimento calorífico por kg. Mas as madeiras leves são menos densas, por isso, se compra a lenha por metro cúbico, irá obter menos quilogramas e portanto menos calor. Também, alguns tipos de lenha, como o pinho, estalam e salpicam faúlhas incandescentes – por isso tenha cuidado com a sua carpete quando usa o recuperador de calor com a porta aberta. A cortiça não arde.

Assegure-se de que o seu fornecedor de lenha lhe dá uma boa quantidade de lenha miúda para acendalha e de pequenos toros para acender o fogo.

Seja qual for o tipo de lenha que usa, aqueça bem o seu recuperador de calor. Um recuperador frio ou em combustão lenta não lhe dará nenhum conforto e apenas irá criar depósitos de creosote, desagradáveis à vista e ao olfacto, no vidro e na chaminé.




Quais as vantagens e desvantagens relativamente a ferro fundido e/ou aço? Qual fornece a melhor fonte de aquecimento para o meu investimento?

Poderíamos escrever páginas sobre este assunto. As vantagens e desvantagens aplicam-se mais no fabrico do que na utilização. Para si que é o utilizador, a principal diferença está no aspecto do aparelho. O ferro fundido dá-lhe um aspecto mais rústico com entalhes intrincados, etc. O aço dá-lhe um aspecto mais moderno. O calor resultante e eficácia diária são similares. Lembre-se que, de um modo geral, quanto mais pesado for o aparelho maior será o tempo necessário para o aquecimento, mas também se manterá quente durante mais tempo e, provavelmente, será mais robusto tamanho por tamanho. O que é importante é que as peças do recuperador que estão em contacto directo com a chama sejam feitas de materiais resistentes ao calor, da melhor qualidade e, de preferência, facilmente substituíveis.

Finalmente, a pessoa a quem compra o seu recuperador é frequentemente mais importante do que o recuperador que compra. Escolha não apenas uma marca de renome mas também um retalhista de renome. E lembre-se – um recuperador de calor é apenas tão bom como a chaminé onde está instalado!




Quando acendo o meu recuperador em frio, o fumo em vez de subir pela chaminé entra dentro da sala. O que devo fazer?

É um problema comum. Uma chaminé fria é uma pesada massa de ar frio com pouca tiragem. O que tem que fazer é conseguir que esta massa de ar frio se mova para cima. Antes de iniciar o seu fogo queime algumas folhas de jornal na lareira. Isto aquecerá a sua chaminé, sem produzir fumo e criando a tiragem necessária.




Adquiri um recuperador de calor da séria ecológica – modelo E700. Verifico, no entanto que após a sua instalação e embora me encontre satisfeito com a prestação do recuperador, todos os dias é grande a acumulação de alcatrão no vidro da porta, sobretudo do lado esquerdo. Porque se torna bastante difícil a remoção do alcatrão mesmo utilizando limpa vidros próprio, solicito informação da razão deste alcatrão uma vez que a lenha utilizada está perfeitamente seca.

Existem algumas razões para que um recuperador adquira excesso de sujidade:

1) Utilização de lenha molhada ou verde.
2) É necessário que o recuperador esteja bastante quente antes de fechar o controle de combustão de ar.
3) Deixar a chama extinguir-se – para manter o vidro mais limpo é necessário deixar sempre uma chama lenta.
4) A chaminé não tem uma boa tiragem.




Adquiri recentemente um apartamento em Lisboa no qual se encontra instalado um recuperador de calor. Quando acendo este recuperador (depois de ter aquecido a chaminé com o fogo de algumas folhas de jornal) e após alguns minutos de combustão começa a sair o fumo pela porta. Esta situação não se verifica / deixa de se verificar caso eu abra a janela da sala. Mais informo que o apartamento está equipado com exaustores na cozinha e casas de banho. Na parede lateral da cozinha e nas caixas dos estores dos quartos e sala estão instaladas entradas de ar. Haverá algum problema ou estarei eu a não cumprir algum procedimento?

Agradecemos o E-mail recebido. O problema é falta de ar de combustão para o recuperador, um problema comum a casas bem isoladas especialmente com aquelas que tem ventilação forçada na cozinha e casas de banho. Se a sua casa estiver bem isolada com vidro duplo e não tiver fugas de ar pelas janelas ou em baixo das portas (ou tiver poucas), então deverá deixar entrar ar fresco no compartimento onde estiver instalado o recuperador como, também, na cozinha e/ou casas de banho que possuírem ventilação forçada. Claramente as grelhas de ventilação em referência não têm área suficiente para esses compartimentos e para o recuperador. Assim sendo tem duas opções:

1. Aumentar a área das entradas de ar já existentes e/ou
2. Colocar uma grelha de ventilação numa parede exterior de preferência mais perto da lareira quanto possível.

Assegure-se do seguinte:

• Área livre mínima da grelha deve ser 100 cm2;
• Não colocar a área destinada à sala (sofás) entre esta grelha e a lareira a fim de evitar correntes de ar.